Fundação Pedro Calmon

15/03/2017 14:20

Arquivo Público celebra 126 anos da Companhia Empório Industrial do Norte

Palestra Arquivo PúblicoA construtora da primeira grande Vila Operária do país – Companhia Empório Industrial do Norte (CEIN) recebeu homenagens no Arquivo Público do Estado da Bahia (APEB) – vinculada à Fundação Pedro Calmon/ SecultBA, nesta terça-feira (14), em celebração dos seus 126 anos de criação. Arquivistas, historiadores e interessados em geral participaram de duas palestras que abordaram a vida do seu criador e da empresa.

A primeira palestra foi mediada pela terapeuta ocupacional  e bisneta do fundador da Companhia, Eliana Bittencourt Dumêt, que falou sobre “O empresário Luiz Tarquínio, fundador da Companhia Empório Industrial do Norte”. Na ocasião, ela, que em 1999 escreveu o livro “Luiz Taquínio, Semeador de ideias”, contou a história de vida de seu bisavô, segundo informações passadas pelos membros da família e escritos deixados por ele.

“Ele era filho de uma escrava alforriada, lavadeira, chamada Lulu, e sempre se mostrou muito inteligente e criativo. Aos cinco anos começou a trabalhar vendendo moldes de tecidos na Feira. Aos dez, realizava serviços gerais numa loja de tecidos e logo foi promovido a atendente de balcão. Aos 15 anos ele começou a trabalhar numa fábrica inglesa de tecidos, e poucos anos depois, já virara sócio”, contou Eliana.
Palestra Arquivo Público
A bisneta de Tarquínio destacou que ele entendia que o empregado, muitas vezes era mais importante que o patrão, pois sem ele, a empresa não produzia. “Ele entendia que um empregado saudável era muito mais produtivo, mesmo numa época em que nem sequer existiam leis trabalhistas. Podemos dizer que ele foi um percursor da justiça social no Brasil”.

Memória

Em seguida, a doutora em História e professora da Universidade do Estado da Bahia (Uneb-Alagoinhas), Marilécia Oliveira Santos, falou sobre “A memória Institucional da Companhia Industrial do Norte (CEIN) 1891-1973”. Ela destacou alguns serviços oferecidos na Vila Operária, como creche em tempo integral, coreto para apresentações musicais, escola para os filhos dos operários, biblioteca, e até um museu de história natural.

“A fábrica foi construída num lugar de difícil acesso, era pantanal e teve de ser feita uma drenagem. Acredita-se que foi construído lá para aproveitar a água das nascentes que iam direto para a fábrica. O acervo custodiado no APEB oferece inúmeras possibilidades de estudos, pois contêm cartas enviadas e recebidas, livros contábeis e financeiros, notas fiscais de compras das máquinas, e mais”, conta Marilécia.

Documentação

A historiadora também relembrou a importância dessa documentação para os pesquisadores e estudantes: “esse conjunto possibilita estudos empresariais diversos na Bahia e no Brasil, além de temas que podem ser destacados nas áreas de biologia, gênero, construção civil e indústria, por exemplo”.

Palestra Arquivo PúblicoA estudante de Arquivologia, Jamile Cerqueira, disse que “é importante participar de eventos como estes que mostram grandes possibilidades de estudos que ainda não foram pesquisadas mais a fundo, porque se mostra um campo que ainda pode ser usufruído a partir de variados segmentos”.

Já a bibliotecária Dalva Francisca Santos contou que, praticamente, viveu na Vila Operária durante sua infância e juventude: “estudei no Colégio Estadual Luiz Tarquínio, desde 1972, então tive bastante contato com os operários que moravam lá. Tínhamos até um hino da escola que ainda me lembro. Foi muito importante ter vivido essa fase e ter a sensação de fazer parte dessa história”.

UNESCO
- Vale ressaltar que o conjunto documental da CEIN, doado ao APEB há quase 30 anos, recentemente foi reconhecido no Programa Memórias do Mundo da UNESCO por possibilitar o resgate da trajetória da Companhia e do processo industrial da Bahia. Em breve o acervo estará disponível para acesso online através da plataforma AtoM, no APEB.

A diretora do APEB, Maria Teresa Matos, destaca que: “trouxemos uma visão mais acadêmica e outra mais afetiva para homenagear a empresa que desempenhou papel importante no período industrial do Brasil, e seu fundador foi um grande empreendedor”.

Fotos: Tom França
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.