Fundação Pedro Calmon

09/10/2017 11:30

#FpcnaFlica – Mais de 3 mil pessoas na Biblioteca Móvel e mais de 300 livros distribuídos em quatro dias de Festa Literária em Cachoeira

#FpcnaFlica – Mais de 3 mil pessoas na Biblioteca Móvel e mais de 300 livros distribuídos em quatro dias de Festa Literária em Cachoeira

Mesa de abertura da Flica aborda "Os reflexos do passado ancestral em nossa pele" (Foto: Camila Souza)

A Fundação Pedro Calmon/SecultBA brilhou mais uma vez na Festa Literária Internacional de Cachoeira – a FLICA. Por quatro dias a cidade respirou literatura e artes, misturou públicos diversos, interessados em uma pluralidade de temas. Com ações na Praça da Fliquinha, espaço destinado ao público infanto-juvenil, por meio da Biblioteca Móvel, no Espaço Educar para Transformar/IPHAN, com palestra, lançamentos de livros e exibição do projeto Memórias de Leitura, além de novas gravações do projeto, a Fundação envolveu mais de 3 mil pessoas em suas atividades. O diretor geral da Fundação, Zulu Araújo, foi mediador de suas mesas na Festa: a Mesa 01, “Os reflexos do passado ancestral em nossa pele”, com Carlos Moore e Cuti e a Mesa 06 , “Entre a ficção e a notícia: limites, contrapontos e narrativas possíveis”, com os jornalistas Ricardo Ishmael e Francisco José.

A Biblioteca Móvel encantou crianças, adolescentes e adultos de sexta a domingo, das 9h às 17h, com seus livros ao ar livre e uma programação diferenciada. Somente no primeiro dia, pela manhã, mais de mil crianças interagiram com a programação. Uma delas foi a pequena Raiana (7), que estava junto aos coleguinhas de escola. “Gostei muito dos livros, adoro ler e gosto das imagens coloridas. Na escola, adoro as leituras com as professoras”, disse. E este ano a Bibex levou uma atração especial: o Sarau Itinerante de Poesia Viva, unindo integrantes de coletivos de Poesia que vem agitando a cena literária nas periferias de Salvador.

#FpcnaFlica – Mais de 3 mil pessoas na Biblioteca Móvel e mais de 300 livros distribuídos em quatro dias de Festa Literária em Cachoeira

Mais de 3 mil crianças participaram das ações da Biblioteca de Extensão durante a Flica (Foto: Camila Souza)

Passaram pela Biblioteca o Slam das Minas (Cabula), Sarau da Onça (Sussuarana), Grupo Ágape e Sarau do Jaca (Cajazeiras). Com versos de resistência negra, autoestima e poder, a juventude negra foi representada nas apresentações. “Viemos trazer a poesia marginal, diretamente do gueto de Salvador, que ocorre dentro dos buzus da cidade, que não está dentro dos livros, mas no dia a dia. É muito importante participar da Flica, porque é um espaço onde a poesia marginal ainda não tomou a cena como vem tomando em outros”, pontuou Fabiana Lima do Slam das Minas – coletivo somente de mulheres.

Também estiveram lá a Cabriola Cia. de Teatro, o projeto A+ Comunidade, o escritor, lançamento de livro e papo sobre bullying com Silvano Sulzart, música com o projeto Leia Aê, e muito mais. A cachoeirana, Elisabete Rocha, que levou os filhos pequenos para a Praça, elogiou a programação. “Já é o segundo dia deles e estou adorando, vim direto para a Biblioteca, pois soube que haveria histórias infantis, livros à disposição, eles gostam e eu preciso sempre estimular essa leitura logo cedo”, disse.

“A Biblioteca Móvel, mais uma vez, demonstrou sua importância nas Feiras Literárias que vem crescendo na Bahia. Estamos em diversos lugares, levando a leitura junto às artes, à musica, à poesia, associando todos os elementos para que o livro seja mais do que ele é, seja mais do que uma criança ou um adolescente possa imaginar”, enfatizou a diretora da Biblioteca de Extensão – que abriga a Biblioteca Móvel – Silvia Cunha.

Memórias

Os livros também foram destaque no Espaço Educar para Transformar, onde a Fundação Pedro Calmon montou stand com distribuição de obras publicadas nos últimos anos pela instituição por meio de Editais. Com a presença de organizadores e autores, foram lançados os livros “A cidade do Salvador 1549: Uma reconstituição Histórica”, de Edison Carneiro, “Herberto Salles: a saga de um bamburrar literário”, escrito por diversos autores – ambos publicados pela editora Kalango, além das obras “História de Roque Bragantim – Olhares do Campo” do autor, Paulo Martins, publicado pela editora Cultura Editorial e “O diferencial da Favela. Poesias e contos de Quebrada”, publicado pela editora Galinha Pulando.

#FpcnaFlica – Mais de 3 mil pessoas na Biblioteca Móvel e mais de 300 livros distribuídos em quatro dias de Festa Literária em Cachoeira

Ruy Espinheira, homenageado da Flica, integra a segunda edição do projeto "Memórias de Leitura" (Foto: Fernanda Campos)

Nos circuitos da FLICA, o projeto Memórias de Leitura registrou vídeo-depoimentos de professores, estudantes e de alguns dos palestrantes da FLICA, a exemplo da autora moçambicana, Paulina Chiziane e o homenageado do ano, o escritor Ruy Espinheira. Na pauta das gravações, relatos sobre mestres que marcaram a formação dos depoentes. Os vídeos serão editados e serão veiculados nas redes sociais da Fundação Pedro Calmon.

A programação contou, ainda, com exposição de 12 dos textos premiados na última edição do Concurso de Escritores Escolares de Poesia e Redação na Fundação Hansen, e participação do Arquivo Público do Estado, que levou o projeto “Com a palavra, o pesquisador”, no qual o pesquisador Vilson Caetano falou de seus últimos estudos sobre Candomblé e Polícia nos Arquivos de Jogos e Costumes, custodiados pelo Arquivo. Vilson apresentou as fases de sua pesquisa, anda em andamento, que serão fonte para produção de novas obras.

Com um saldo de mais de 3 mil pessoas alcançadas e mais de 300 livros distribuídos, a Fundação se consolida na FLICA dentre os órgãos e equipamentos do estado presentes nesta que é a maior Festa Literária do estado, que originou todas as outras que hoje ocorrem, nas quais a Fundação também vem marcando presença. A programação da Fundação envolveu a Diretoria de Bibliotecas Públicas (Dibip), o Centro de Memória da Bahia, o Arquivo Público do Estado e a Diretoria do Livro e Leitura.

Confira cobertura de fotos completa no Flickr

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.