Fundação Pedro Calmon

05/12/2017 14:20

Lazzo Matumbi apresenta O Violão e a Palavra na 5ª Feira do Livro da UESC

Lazzo Matumbi apresenta O Violão e a Palavra na 5ª Feira do Livro da UESC

Uma das atrações musicais que confirmaram presença na 5ª Feira do Livro da UESC, em Ilhéus, é o cantor e compositor Lazzo Matumbi. O artista se apresenta no projeto O Violão e a Palavra, idealizado e criado pela Fundação Pedro Calmon – entidade vinculada à Secretaria de Cultura do Estado da Bahia – através da Diretoria do Livro e da Leitura. A apresentação será na quarta-feira, 06, às 19h, no Teatro Municipal de Ilhéus, e a entrada é totalmente gratuita.

Nascido em Salvador, Lazzo tornou-se referência na música baiana. Traçou sua trajetória musical com poesia e lirismo, que se fundem para surgir um estilo próprio. Dono de uma voz marcante e inconfundível, influenciado pelos tambores do candomblé de Mãe Menininha do Gantois e pelos sambas de roda, Lazzo Matumbi se tornou o puxador do mais importante bloco afro da Bahia, o Ilê Aiyê, na década de 90, e a convite de Jimmy Cliff realizou a abertura de mais de 50 shows do cantor jamaicano, por várias partes do mundo.

O projeto ''O Violão e a palavra'' tem por intuito fortalecer o diálogo da literatura e poesia com a música, reunindo pessoas que gostam de um papo divertido e animado, tendo a relação da palavra com a música como tema, promovendo um encontro de arte e cultura para os amantes de literatura, leitura e música. A atividade tem se tornado ponto crucial das intervenções da Fundação Pedro Calmon em feiras e festas literárias em toda a Bahia.

Para saber mais sobre a programação da 5ª Feira do Livro da UESC, basta acessar o blog, onde a programação completa já está disponível (confira aqui). As novidades você acompanhada na página da Editus no Facebook @editoradauesc e no instagram @editus.uesc. Outras informações também podem ser obtidas pelo telefone (73) 3680-5674 ou pelo e-mail editus.midia@uesc.br.

Fonte: SecultBA

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.