Fundação Pedro Calmon

10/01/2018 11:00

Fundação Pedro Calmon estará na primeira edição da Universidade de Verão

Fundação Pedro Calmon estará na primeira edição da Universidade de Verão

A Fundação Pedro Calmon (FPC), vinculada a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SECULT), estará presente na 1ª edição da Universidade de Verão (UNIVERÃO), que vai acontecer entre os dias 15 a 21 de janeiro, em diversos pontos da cidade de Lauro de Freitas, Região Metropolitana de Salvador.

Em sua primeira edição, a UNIVERÃO tem como tema: “Conexões Democráticas para uma Cidade Educadora”. O projeto é uma iniciativa da Prefeitura de Lauro de Freitas, idealizada pela Secretaria Municipal de Educação (SEMED) e realizada de forma transversal por todas as secretarias do município, contando com a parceria de Instituições de Ensino Superior e do Governo do Estado da Bahia.

A FPC participará do evento com diversas atividades voltadas às áreas da educação, arte e história. Na Escola Municipal Dois de Julho, localizada na Avenida São Cristóvão, em Itinga, ficará aberta ao publico a Exposição Escritores Escolares. Durante todo o período de realização da Universidade de Verão (16 a 21 de janeiro), das 8h às 17h, estarão expostos textos ilustrados, dos vencedores do IV Concurso para Escritores Escolares de poesia e redação. Essa ação é coordenada pela Diretoria do Livro e da Leitura (DLL), diretoria vinculada a FPC, com o objetivo de estimular a prática da escrita criativa entre crianças e jovens estudantes do ensino fundamental I e II, e do ensino médio.

No centro Panamericano de Judô, na Praia de Ipitanga, durante todos os dias da UNIVERÃO, vai ser transmitido a Campanha Memórias de Leitura. Que será a exibição de 16 VTS, de 60 segundos, com depoimentos de leitores relatando as suas primeiras experiências de leitura. Estes vídeos integram uma campanha de incentivo a leitura da DLL.

O Centro Estadual De Educação Profissional em Tecnologia Informação e Comunicação (CEEPTIC), localizado na Rua Euvaldo Santos Leite, 30, Centro, irá receber os projetos Conversando com a sua história e o Rotas históricas, desenvolvidos pelo Centro de Memória da Bahia, diretoria vinculada a FPC.

Na quinta-feira (18), às 9h, acontecerá o Conversando com a sua história: Histórias de Lauro de Freitas. O professor Dr. André Luis Nascimento Santos, Doutor e mestre em Administração, professor adjunto da Universidade Federal da Bahia, onde coordena a Graduação Tecnológica em Gestão Pública e Social, falará sobre as Religiões de Matriz Africana: Lugares de Memória, Poder e Redes de Solidariedade do Povo Negro da Bahia.

Ás 15, o projeto continua com o professor Gildásio Freitas. Graduado em História pela UFBA, diretor do Patrimônio Cultural da Academia de Letras e Artes de Lauro de Freitas e sócio efetivo do Instituto Geográfico Histórico da Bahia, membro efetivo da Academia de Letras e Artes da Região Metropolitana, o professor irá abordar a História de Santo Amaro de Ipitanga a Lauro de Freitas. A atividade dialoga sobre a história da vila de Santo Amaro de Ipitanga e sua transformação na atual cidade de Lauro de Freitas. Trata da região metropolitana de Salvador e de elementos definidores da região: história, cultura, geografia e ocupação do espaço, e a importância do papel do município neste cenário.

Na sexta-feira (19), às 8h30, o publico visitará os principais pontos culturais, econômicos, políticos e religiosos da cidade. O projeto Rotas histórica, fará uma visita guiada aos pontos históricos de Lauro de Freitas, com o prof. Gildásio Freitas. Conhecer as particularidades de Lauro de Freitas e percorrer caminhos que revelam aspectos físicos, econômicos, culturais e sócias. A visita começará na Igreja da Matriz Santo Amaro de Ipitanga, passando pelo Mercado de Artesanato, depois pela Colônia de Pesca de Buraquinho, indo no Terreiro São Jorge Filho da Goméia e finalizando em Portão.

Também na sexta-feira (19), o Diretor Geral da Fundação Pedro Calmon, Zulu Araújo, vai participar da mesa redonda "Universidade Livre para uma Cidade Educadora: Arte, Memória e Educação", às 9h, no Centro Pan-Americano de Judô.

No sábado e domingo (20 e 21), no Parque Ecológico, em Vilas do Atlântico, a Diretoria de Bibliotecas Públicas da Bahia (DIBIP), diretoria vinculada a FPC, por meio da Biblioteca Móvel, realizará atividades de Contação de Histórias, leituras, lançamento de livros, oficinas de recicláveis e peças teatrais.

Confira programação da Biblioteca de Extensão:

20 de janeiro

• Às 10h, jogos educativos e leituras ao ar livre com a equipe da Bibex

• Às 10h30, mediação de leitura com a equipe da Bibex. Essa atividade visa aproximar os livros e os leitores, criando condições para fazer com que seja possível que um livro e um leitor se encontrem.

• Às 11h terá a oficina de teatro com arte educador Raí Santana. A oficina visa fornecer subsídio para que as pessoas exercitem a teatralização e, principalmente, o olhar para a possibilidade de recriar, utilizando a literatura como mais uma fonte de criação para o teatro.

• Às 11h30, contação de história do livro A Árvore que queria andar, de Fernando Monteiro.

• Às 14h, projeto a Árvore Literária. Uma ação de estimulo a leitura, por meio de doação de livros aos participantes do evento. Vale livros são distribuídos em árvores próximas a Biblioteca Móvel. Quem encontrar ganhará um livro de brinde.

• Às 14h30 contação de história, O Mágico de Oz, de L. Frank Baum.

• Às 15h, a apresentação teatral: O Roubo das Galinhas, com Raí Santana.

• Às 16h, brincadeiras, jogos educativos e leituras ao ar livre com equipe da Bibex.

21 de janeiro

• Às 10h, oficina artística, Árvore das Virtudes. Uma atividade lúdica com papéis espalhados pelo local e o publico presente terá que criar uma árvore com as virtudes escritas em cada papel.

• Às 10h30, a segunda etapa do projeto Árvore Literária.

• Às 11h, oficina artística e literária: Minhas Férias. Os leitores irão produzir textos sobre o que entenderam da peça O Roubo das galinhas e como e onde gostariam de passar sua férias.

• Às 14h, um bate papo com o pedagogo, psicopedagogo, mestre em educação e escritor do livro ‘O diário de Davi sobre bullying na escola, Silvano Sulzart.

• Às 15h, a contação de histórias com o livro Toca de gente, Casa de Bicho, de Mauro Martins. Esta atividade tem o objetivo de aflorar o imaginário infantil, estimular a criação de novas ideias e desenvolver o seu potencial, levando-a a pensar, questionar, duvidar e perguntar, através de obras que retrate o seu cotidiano.

• Às 16h, Brincadeiras e jogos educativos com equipe da Bibex.

São esperadas 60 mil pessoas entre estudantes, professores, profissionais da cultura, dos esportes, artistas, além dos moradores que devem participar dos eventos de natureza acadêmica e cultural. Também devem ter acesso à UNIVERÃO o público internauta que poderá acompanhar as atividades que serão transmitidas simultaneamente através dos diversos canais de comunicação on-line.

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.