Centro de Memória

14/03/2018 14:15

Exposição itinerante Navio Negreiro – Castro Alves e Hansen Bahia chega a Ilhéus

Exposição itinerante Navio Negreiro

Os negros, considerados mercadorias, eram obrigados a atravessar o Atlântico nos porões dos navios. Essa situação de violência e desumanidade foi retratada pelo poeta Castro Alves, no poema O Navio Negreiro. E, inspirado pelo poema baiano, o artista alemão Hansen Bahia retratou este período histórico na obra “Caminho das Lágrimas”.


Tanto o poema de Castro Alves, quanto à obra de Hansen serviram como referência para criação da exposição itinerante – Navio Negreiro – Castro Alves e Hansen Bahia. A mostra está visitando algumas cidades baianas e depois de passar pela cidade de Porto Seguro será apresentada aos ilheenses, no Teatro Municipal de Ilhéus, de 23 de março a 01 de abril.


Durante a exposição, acontece na sede da Secretaria de Cultura de Ilhéus oficinas de xilogravura, ministrada pelo artista plástico Zimaldo Baptista Melo. As atividades ocorrerão nos dias 26 (manhã e tarde) e 27 (manhã). Formado em Artes Visuais, pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), Zimaldo Baptista foi um dos participantes da XI Bienal do Recôncavo da Bahia.


Projeto do Centro de Memória da Bahia (CMB), unidade da Fundação Pedro Calmon (FPC), órgão vinculado à Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, a exposição teve a curadoria de Ayrson Heráclico e já passou por Salvador, São Francisco do Conde, Santo Amaro, Alagoinhas, Juazeiro, Feira de Santana, Jequié, Vitória da Conquista e Porto Seguro.


Para o diretor do CMB, Rafael Fontes, as obras de Hansen provoca no público a reflexão sobre o que foi a escravidão, “a história precisa ser pensada e discutida nos dias de hoje. Por isso, a exposição itinerante leva às cidades oficinas, debates e discussões sobre o que foi a escravidão”, disse Rafael. As cidades de Itabuna, Valença e Cachoeira ainda receberão a mostra este ano.


Serviço

O quê: Exposição Itinerante Navio Negreiro – Castro Alves e Hansen Bahia e oficina de xilogravura ministrada pelo artista plástico Zimaldo Baptista, com turmas nos dias 26 (manhã e tarde) e 27 (manhã), na Secretaria de Cultura de Ilhéus.

Quando: Abertura 23 de março / encerramento 01 de abril

Onde: Teatro Municipal de Ilhéus

Maiores informações: 71 3117 6067 / cmb.fpc@fpc.ba.gov.br

Rafael Fontes - Diretor do Centro de Memória da Bahia


CMB - O Centro de Memória da Bahia (CMB), unidade da Fundação Pedro Calmon/Secretaria de Cultura do Estado (FPC/SecultBA), tem como objetivo a difusão da história da Bahia, através da preservação e ordenação de arquivos privados e personalidades públicas, bem como a realização de exposições, seminários e cursos de formação gratuitos. Entre suas funções, é responsável pelo Memorial dos Governadores Republicanos da Bahia (MGRB), localizado no Palácio Rio Branco, no Centro Histórico de Salvador.

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.