Bibliotecas

12/04/2018 10:30

Bule Bule participa do Café com Cordel na Biblioteca Central

BuleBule

“A literatura de cordel tem várias formas de fazer você se encantar por ela. Eu gosto de lê-la, escutá-la e escrevê-la”, ressalta o repentista Bule Bule, que na quinta-feira (19), às 15h, participa do Café com Cordel na Biblioteca Central do Estado da Bahia (BCEB/Barris).

O evento idealizado por Emmanoella Patrocínio e Miguel Teles, ambos funcionários da BCEB, tem o objetivo de resgatar a tradição da leitura do cordel em ambiente público, como ocorria no Mercado Modelo há alguns anos. Além, de apresentar a diversidade cultural do Estado.

“Existia uma banca de cordel no Mercado Modelo onde os cordelistas vendiam e divulgavam seus trabalhos. O cordel é uma literatura rica e que precisamos resgatá-la aqui no Estado”, destaca Miguel.

Salvador foi o primeiro local a se praticar essa literatura, que através de seus versos, informa e diverte seus leitores sobre os mais variados assuntos. Essa forma de manifestação popular é apresentada ao público nos folhetos, que podem ou não conter alguma ilustração e suas rimas são recitadas de forma melódica pelos cordelistas.

Com mais de 50 anos de carreira, Bule Bule é um dos mais conhecidos repentistas baianos. Cordelista, sambista e forrozeiro, em 2008 ele foi condecorado com a Ordem do Mérito Cultural, premiação do Ministério da Cultura, dada a personalidades a título de reconhecimento pela contribuição dada a cultura do país. “Eu sou feliz fazendo o que faço”, ressalta o repentista.

O evento é gratuito e público poderá também conhecer o acervo de literatura em cordel e xilogravura da Biblioteca. “No setor de Documentação Baiana temos um grande acervo de cordel, xilogravura e matriz de xilogravura, mas esses materiais são mais acessados pelos pesquisadores de fora, do que pelos próprios baianos”, destaca Miguel. Para conhecer o acervo, composto por aproximadamente 4 mil títulos, basta visitar a Unidade vinculada a Fundação Pedro Calmon/SecultBa.

Sistema - As bibliotecas públicas integram o Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas, gerido pela Fundação Pedro Calmon – Secretaria de Cultura do Estado (FPC/SecultBA). O Sistema é composto por seis bibliotecas públicas estaduais localizadas em Salvador, sendo uma delas a Biblioteca de Extensão com duas unidades móveis, uma no município de Itaparica e uma biblioteca virtual especializada na história da Bahia (Biblioteca Virtual Consuelo Pondé). O Sistema também presta assistência técnica para mais de 450 bibliotecas municipais, comunitárias e pontos de leitura, além de cursos de capacitação para os funcionários destas unidades.

Serviço:
O que: Café com Cordel
Onde: Biblioteca Central do Estado da Bahia
Quando: 19 de abril, às 15h
Quem: Miguel Teles e participação de Bule Bule
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.