Bibliotecas

10/06/2019 14:00

Manutenção de acervos especiais é tema de palestra em biblioteca

1


Dialogar sobre as diferentes formas de preservação da memória de um lugar é importante para a manutenção deste, e neste sentido, a bicentenária Biblioteca Central do Estado da Bahia (BCEB/Nazaré) tem muita história para contar e resguardar.

Pensando nisto, a unidade realiza a Palestra Acervos Especiais: Por que Organizar e Preservar, que visa instruir sobre a manutenção dos acervos da unidade gerida pela Fundação Pedro Calmon (FPC/SecultBa). Além disto, o evento ressalta a importância da conservação de documentos que mantém vivos os registros da primeira biblioteca pública da América Latina.

A mediação da palestra ficará a cargo da especialista em Obras Raras da BCEB, Célia Mattos. Para ela, é muito significativo o papel de perdurar a existência de arquivos que muito se perdem ao longo do tempo, principalmente em uma unidade com 208 anos de magnitude.

A servidora executa a função há mais de 40 anos, e acrescenta que os documentos formam o acervo de memória. “Há a necessidade de organizar toda a informação baseada no conceito de raridade para prolongar a vida dos arquivos”, completa Célia. A palestra vai ser realizada na subgerência de Obras Raras da biblioteca, localizada no 2º andar, terça-feira (11), das 14h às 16h30, e vai ser aberta ao público.

 

Serviço:

O quê: Palestra Acervos Especiais: Por que Organizar e Preservar;
Quando: 11 de junho, das 14h às 16h30;
Quem: Célia Mattos (bibliotecária);

Onde: Subgerência de Obras Raras da Biblioteca Central do Estado da Bahia, 2º andar.


A Biblioteca Central do Estado da Bahia (BCEB), localizada nos Barris, oferece orientação às pessoas com deficiência visual, seminários, palestras, visitas guiadas e técnicas, exposições, orientação à pesquisa, espetáculos musicais, saraus e recitais. Com 207 anos de existência, é a biblioteca mais antiga da América Latina e primeira pública do Brasil. Atualmente conta com um acervo de 600 mil exemplares, distribuídos por setores como Braille, Infantil, Pesquisa/Referência, Obras Raras e Valiosas, Documentação Baiana, Artes e Audiovisual. A biblioteca funciona de segunda a sexta das 8h30 às 19h e aos sábados das 8h30 às 13h.

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.