Fundação Pedro Calmon

13/08/2020 20:40

Lei Aldir Blanc é pauta de reunião entre Fundação Pedro Calmon e representantes de Bibliotecas Comunitárias

h


 

A Fundação Pedro Calmon (FPC/SecultBa) se reuniu nesta quinta-feira(13) com representantes de bibliotecas comunitárias e espaços de leitura do estado. O objetivo da reunião foi fortalecer o apoio a estes espaços culturais para integrar o edital referente a Lei Emergencial Aldir Blanc.

 

A Lei Emergencial propõe medidas e ações de apoio emergencial ao setor cultural, como editais, chamadas públicas, prêmios, aquisição de bens e serviços vinculados ao setor cultural. Durante a reunião foi apresentado o processo de construção das propostas que estão sendo elaboradas por um grupo de trabalho da FPC, e que contempla a aquisição de livros e realização de atividades culturais, por meio de editais, para incentivar a leitura e promover o acesso democrático à informação ao livro.

 

O diretor geral da FPC, Zulu Araújo, afirmou que o diálogo foi importante, porque foi um momento de apresentar propostas e estreitar ainda mais as relações com a sociedade civil. De acordo com Zulu as bibliotecas comunitárias e os espaços de leitura “representam um estímulo importante para o incentivo e estímulo do livro e da leitura”. Ainda segundo ele, o impacto da pandemia nesses espaços foi muito forte, já que o trabalho é realizado, em sua grande maioria, de forma voluntária. “Ter essa reunião com estes representantes é um reconhecimento da importância do trabalho que eles fazem e merecem ser contemplados assim que a lei emergencial for regulamentada”, disse.

 

Para a diretora de Públicas da Bahia, Carmen Azevedo, o Sistema Estadual de Bibliotecas apoia as bibliotecas comunitárias em todo território baiano, promovendo a capacitação de mediadores de leitura, atualizando os acervos destas bibliotecas e compartilhando atividades culturais. “É importante reconhecer e valorizar a atuação destes importantes equipamentos culturais comunitários, e ressaltamos que buscamos fortalecer essas bibliotecas contribuindo com desenvolvimento desses equipamentos por reconhecermos que representam na sociedade, instituições democráticas de informação e conhecimento”.

Representando a Rede de Bibliotecas Comunitárias de Salvador (RBCS),Vilma Almada dos Santos reforçou o trabalho desempenhado pelo Sistema de Bibliotecas. Segundo a bibliotecária a reunião  foi produtiva, porque o grupo de trabalho esclareceu todo o trâmite da Lei Aldir Blanc e suprimiu as dúvidas de todos participantes durante a reunião".



Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.