Fundação Pedro Calmon

29/09/2021 08:30

Boca de Afofô explora medicina, negritude e vida de Juliano Moreira

podcast5


O quinto episódio do podcast Boca de Afofô aborda o tema “Doutor Juliano Moreira: Medicina e Negritude''. Neste episódio, o convidado Ronaldo Jacobina conta a trajetória e vivência de Juliano Moreira baiano, médico e negro que tornou-se um dos intelectuais mais importantes da medicina e da psiquiatria do Brasil, mesmo quando o país vivia ainda em regime de escravidão no século XIX.


De acordo com Ronaldo Jacobina, “trazer a vida do Doutor Juliano Moreira é uma possibilidade para que assim milhares de meninos e meninas negras possam ter em seu horizontes outros referenciais de vida.”. O convidado também destaca a importância não só identitária, mas intelectual que o médico representa, “Juliano foi um gênio e há tantos outros gênios, basta termos uma sociedade mais justa”.


Boca de Afofô é um podcast produzido e coordenado pela Biblioteca Virtual Consuelo Pondé (BVCP), unidade da Fundação Pedro Calmon (FPC/SecultBa). Segundo o coordenador e idealizador do projeto, Clíssio Santana, esse episódio busca “enfatizar a figura do Doutor Juliano Moreira de tal forma que esse conhecimento rompa o silenciamento e a negação da negritude em campos de realizações profissionais, acadêmicas ou quaisquer ambientes socioculturais”.


Para saber mais, acesse o site da Biblioteca Virtual Consuelo Pondé e ouça o podcast. Disponível também nas principais plataformas de Streamings.


Sobre Ronaldo Jacobina: Graduado em Medicina, mestre em Saúde Comunitária (UFBA) e doutor em Saúde Pública pela Fundação Oswaldo Cruz (2001), Ronaldo é Professor Titular da Universidade Federal da Bahia. Tem experiência na área de Saúde Pública, com ênfase em Saúde Mental, atuando principalmente nos seguintes temas: saúde mental, psiquiatria social, história da psiquiatria, história da medicina baiana e do ensino médico na Bahia, cidadania, saúde e educação. O convidado também é autor e possui em sua bibliografia: Juliano Moreira da Bahia para o Mundo – a formação baiana do intelectual de múltiplos talentos (1872-1902).


Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.