Centro de Memória

23/09/2021 12:50

#CSHEspecial: Live apresentou cotidiano dos escravizados na Santa Casa de Misericórdia

csh

Sob o título Liberdades antes da abolição: Alforria institucional coletiva na Misericórdia da Bahia, o Centro de Memória da Bahia, unidade da Fundação Pedro Calmon (FPC/SecultBa), realizou mais uma edição especial do Conversando com a sua História. A transmissão aconteceu na última terça-feira (21) e recebeu Diana Souza, historiadora e pesquisadora do Centro de Memória Jorge Calmon - Arquivo Histórico da Santa Casa de Misericórdia da Bahia.

 

Diana analisa a Santa Casa de Misericórdia a partir das condições de vida e dinâmicas de trabalhadores escravizados. Segundo a historiadora, "a Santa Casa já nasce escravista, tendo escravos trabalhando em seu hospital desde 1549, em serviços de aguadeiros, lavadores, serviços domésticos e sanitários do hospital".

 

Para Diana é importante as ações hoje tomadas pelo Centro de Memória Jorge Calmon, "a instituição faz ações voltadas para o conhecimento e preservação dessa história, dentro do próprio Arquivo Histórico da Santa Casa de Misericórdia da Bahia, destacando o estudo da diáspora e escravidão, e disponibilizando gratuitamente acesso às informações e conhecimentos", ressaltou.

 

Com o objetivo de promover ações que contribuam para a preservação da história e memória da Bahia, o CMB vem apresentando, desde junho, trabalhos contemplados na categoria Memória, do Prêmio Fundação Pedro Calmon do Programa Aldir Blanc Bahia.

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.