Programação Cultural 2020 | Outubro

PROGRAMAÇÃO CULTURALGERALMÊS DA CRIANÇASEMANA NACIONAL DO LIVRO E DA BIBLIOTECA



 



PROGRAMAÇÃO GERAL

OUTUBRO




FALANDO SOBRE


Dru

Carlos Drummond de Andrade: Uma Poesia a Flor da Pele 

Carlos Drummond de Andrade nasceu na cidade de Itabira do Mato Dentro (MG), em outubro de 1902. Nono filho de Carlos de Paula Andrade e Julieta Augusta Drummond de Andrade estudou em colégios internos durante a infância. Já na Faculdade onde  cursou e formou-se em Farmácia pela Universidade Federal de Minas Gerais, atuou  com outros colegas  na publicação da A Revista periódico visando divulgar o Modernismo brasileiro. Não chegou a atuar na profissão, acabando por dar aulas de português e geografia e trabalhando também como tradutor de títulos de autores como Bertolt Brecht e Federico García Lorca.

Casou-se em 1925 com Dolores Dutra, com quem teve dois filhos: Carlos Flávio e Maria Julieta. Carlos viveu apenas 30 minutos, a quem Drummond dedicou o poema O Que Viveu Meia Hora.

Drummond trabalhou como redator-chefe no Jornal Diário de Minas, produzindo literatura. Mudou-se para o Rio de Janeiro, em 1934, trabalhando como chefe de gabinete do Ministério da Educação. Permaneceu no cargo por dez anos, passando a escrever periódicos, tornando-se editor do Jornal Imprensa Popular, lançado pelo Partido Comunista Brasileiro. Nessa época foi consagrado com os livros Sentimento do Mundo (1940) e Rosa do Povo (1945). Drummond foi considerado um dos maiores poetas brasileiros de todos os tempos, foi exaltado pelos intelectuais e por movimentos culturais populares, como a tropicália e a bossa nova. Recebeu diversos prêmios e foi um dos únicos escritores brasileiros que conseguiu viver da própria literatura. 

Drummond participou ativamente do Movimento Modernista entre (1930-1945) quando escrevia crônicas em textos jornalísticos, sendo considerado por especialistas como o maior expoente da poesia modernista, retratando poeticamente sentimentos inerentes a sociedade do período. Ele também apresentou acontecimentos globais em suas crônicas o que o tornou um escritor ainda mais popular. 

Entre as obras publicadas, destacamos: Poemas de sete faces (1ª fase); A flor e a náusea (2ª fase); Amar-amaro (3ª fase); A falta que ama (4ª fase); Em teu crespo jardim, anêmonas castanhas (5ª fase); Alguma Poesia (1930); Sentimento do Mundo (1940), Rosa do Povo (1945); Claro Enigma (1951); Boitempo (1968).

Em 17 de agosto de 1987 morreu no Rio de Janeiro, aos 85 anos, doze dias após o falecimento de sua filha, a escritora Maria Julieta Drummond de Andrade.

Em 2015 foi criada a Lei Federal 131/2015, que instituiu o Dia Nacional da Poesia, em homenagem a Carlos Drummond de Andrade.

Ex
EXPOSIÇÃO VIRTUAL
Clique aqui

EVENTO 


Poetize-se!

Ana
Ana Fátima Cruz dos Santos 

A escritora, educadora e poeta, Ana Fátima Cruz dos Santos, recita o poema  Águas da Dandalundia de sua  autoria  extraído do livro Já fui água um dia que trata sobre a questão das mulheres negras do quilombo  do Santiago do Iguape. 

Convidada: Ana Fátima Cruz dos Santos – (Escritora e Poeta)
Clique aqui (VIDEO)

Ester
Ester Ferreira

Ester Ferreira, autora de obras como Floração; Retratos - lembranças do Orobó; Teu filho aguarda a resposta; Terapia Comunitária - Encontrando pérolas; Retratos do Banco do Brasil; Orobó - Álbum de Lembranças; Mistério no sítio do vovô Bira, declama cinco dos seus poemas: Crianças; Brincando; Identidade; Evolução; Doação.

Convidada: Ester Ferreira - (Poeta e Escritora)
Clique aqui (VIDEO )

Sol
Sol Alves 

A bibliotecária Soraia Alves, diretora da Biblioteca Juracy Magalhaes Júnior em Itaparica declama duas poesias: A bailarina e Jogo de bola, da escritora e poeta Cecilia Meireles.

Narração: Sol Alves - (Bibliotecária) 
Clique aqui (VIDEO)
Clique aqui (VIDEO)

Dalton
Dalton Nascimento

O poeta Dalton Nascimento nascido em Itaparica declama a poesia Amor por Itaparica de sua autoria, em homenagem à Emancipação de Itaparica.

Convidado: Dalton Nascimento (Poeta)
Clique aqui (VIDEO)

Moisés
Moisés dos Palmares

O poeta Moises dos Palmares declama duas poesias. A primeira intitulada LGBTFOBIA  onde  com toda sua força  diz não ao  preconceito, e ao significado e importância de debater a questão do LGBTQI+ na sociedade contemporânea. A segunda poesia Ate quando? onde o autor discute a questão racial  e na importância de se reconhecer  enquanto negro em uma sociedade que  clama pela desigualdade de todas as formas.

Convidado: Moisés dos Palmares – (Poeta)
Clique aqui (VIDEO)
Clique aqui (VIDEO)

B
Bruna Marques  
A estudante Bruna Marques declama A certeza do amor, do poeta e escritor Itaparicano Daniel Alves Marques,  em homenagem a cidade de Itaparica.

Convidada: Bruna Marques - (Estudante)
Clique aqui (VIDEO)

J
Jéssica Maria
A poeta Jéssica Maria declama Eu cresci ouvindo que fala sobre o empoderamento e resistência da mulher negro.

Convidada: Jéssica Maria – (Poeta, Artista de Rua e Fotógrafa).
 
Clique aqui (VIDEO)

189 Anos da Emancipação de Itaparica 

a
     Augusto Albuquerque

O pesquisador  Augusto Albuquerque  faz uma abordagem histórica sobre a Emancipação Política e a origem do município de Itaparica, localizado na Baía de Todos os Santos, antes habitado pela tribo dos índios Tupinambá. Veja como se deu esse processo assistindo o vídeo abaixo. 

Convidado: Augusto Albuquerque (pesquisador)


G

Gregório Gomes


O escritor Itaparicano Gregório Gomes, fala do processo de elaboração dos seus livros, mantendo viva a cultura da sua terra Itaparica. Entre suas obras temos   Lágrimas e Dor – 2000 (Prosa Poética); O Osso – 2002; No Tempo do Navio – 2003;  O Dono do Mar – 2004; A Vaca Falou – 2005; O Enterro de Lorde – 2007; O Estrondo – 2009; Assombros e Milagres – 2011; Freguesia do Santíssimo – 2020.  


Convidado: Gregório Gomes (Escritor)



 


PROJETO SAÚDE NAS BIBLIOTECAS

 

Outubro Rosa: Um gesto de amor próprio.

O câncer de mama é uma doença causada pela multiplicação desordenada de células mamárias. O Movimento Internacional Outubro Rosa é promovido por Instituições Públicas, pela Sociedade e também  Empresas Privadas , a fim de juntos trabalhar  em ações,  com o objetivo de proporcionar informações e conscientização ao tratamento precoce e a prevenção. 

Segundo dados do Instituto Nacional de Câncer – INCA, a doença pode se manifestar em várias fases, sendo menos  agressivo, quando detectado precocemente.

A 2º maior taxa de mortalidade entre as mulheres é provocada pelo câncer de mama, a doença também acomete os homens, com uma taxa aproximada de 1%. O rastreamento da mamografia é feito pela faixa etária das mulheres de 50 a 69 anos, contudo, o autoexame é uma prática de autocuidado recomendada para todas as idades, por ser fundamental no combate da doença em seu estágio inicial.


 

Exp


EXPOSIÇÃO VIRTUAL

Clique aqui

 

 

 

 

 

VÍDEO ENTREVISTA
 

 

Prevenção do Câncer de Mama


F

Dr. Fernando Santos

 

Aborda aspectos referentes aos cuidados, prevenções e tratamentos do câncer das glândulas mamárias, uma realidade que devemos conhecer esclarecendo que a doença neoplasia pode ser benigna ou maligna (câncer), atinge todas as faixas etárias, por isso a necessidade do rigor quanto às medidas de prevenção e aos exames de rotina para o diagnóstico precoce. 

Convidado: Dr. Fernando Santos - (Nefrologista) 

Clique aqui (VIDEO)

 

 

 

 

A importância da autoestima na superação do câncer de mama 

 

F

Fabiana Oliveira – Psicóloga



A Psicóloga Fabiana Oliveira, fala sobre a importância da manutenção da autoestima  da mulher  após o diagnostico  dos exames. Discutir o significado da mama  em relação a vida da mulher, ao seu dia-dia, como se apresenta diante  da questão. A psicoterapia é um caminho  para a ressignificação  desse novo olhar da mulher em relação ao seu corpo.


Convidada: Fabiana Oliveira – (Psicóloga) 

Clique aqui (VIDEO)

 


DICA DE LEITURA


O Mundo de Sofia. Autor: Jostein Gaarder 

Às vésperas de seu aniversário de quinze anos, Sofia Amundsen começa a receber bilhetes e cartões-postais bastante estranhos. Os bilhetes são anônimos e perguntam a Sofia quem é ela e de onde vem o mundo.  

Or

 

Convidada: Rocio Castro Kustner - (Psicologa)

Clique aqui (VIDEO)

 

 

  

DICAS DE LEITURA
CLASSICOS BRASILEIROS


Ana Terra. Autor: Érico Veríssimo

No desenrolar da trama acompanhamos o desenvolvimento de uma mulher que sai dos recônditos da fazenda para colaborar na formação da cidade de Santa Fé. Símbolo da mulher gaúcha, Ana Terra ficou reconhecida pelo enfrentamento das dificuldades vividas e pela personalidade férrea, características que lhe permitiram resistir aos embates enfrentados.

anam

Convidada: Márcia Bomfim - (Professora)

Clique aqui (VIDEO)

 



A Moreninha. Autor: Joaquim Manuel de Macedo


Retrata a história de Augusto, rapaz inconstante que aposta com seus amigos que não ficaria apaixonado por mais de 15 dias por mulher alguma. Caso perdesse pagaria a aposta.


ae

 

Narração: Elisabeth Pardo 

Clique aqui (VIDEO)

Link: http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/ua00132a.pdf





O Sargento Pedro. Autor: Xavier Marques

O livro retrata a história de um povo guerreiro, que luta pela independência de sua terra, com todos os seus sonhos, a sua pureza e seu idealismo. Esta obra revela a bravura da heroína negra Maria Felipa de Oliveira.

or

 

Convidada: Randra Barros - (Estudante)

Clique aqui (VIDEO)

 

 

 

Eterno. Autor: Machado de Assis


Um conto que gira em torno de uma personagem feminina Iaiá Lindinha, a baronesa. Casada com o Barão Antônio José Soares de Magalhães, inteligente, era idolatrada pelo jovem estudante Norberto, amigo e confidente do narrador.

e

 

Link:  http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/bv00180a.pdf

 

 

 

A Joia. Autor: Artur Azevedo

 

 

Um retrato dos hábitos e costumes de época, destacando o luxo e o poder.

 

a


Link: http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/ua00036a.pdf

 

 

 

A Pianista. Autor: Machado de Assis

 

 

Tinha vinte e dois anos e era professora de piano. Era alta, formosa, morena e modesta. Fascinava e impunha respeito; mas através do recato que ela sabia manter sem cair na afetação ridícula de muitas mulheres, via-se que era uma alma ardente e apaixonada, capaz de atirar-se ao amor.


a


Link: http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/fs000068pdf.pdf

 

 

 

As Pupilas do Senhor Reitor.  Autor: Júlio Dinis

 

Uma trama de amor e desencontro entre Clara e Guida, órfãs, protegidas de um reitor. O cenário se desenvolve em um povoado com diferentes tipos humanos onde predominava o moralismo.


as

 

Link: http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/ua00148a.pdf

 

 

 

Os Bruzundangas. Autor:  Lima Barreto

 

Na arte de furtar, que ultimamente tanto barulho causou entre os eruditos, há um capítulo, o quarto, que tem como ementa esta singular afirmação: “Como os maiores ladrões são os que têm por oficio livrar-nos de outros ladrões”.


b

 

Link: http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/bn000023.pdf

 

 


Tentação.  Autor: Adolfo Caminha

 

História de dois amigos que voltam a se reencontrar quando Evaristo e sua esposa Adelaide resolvem sair do interior e se hospedar na casa do amigo.


t

 Link: http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/ua00004a.pdf


Recomendar esta página via e-mail: