Arquivos

21/06/2018 10:10

Comitiva de embaixadores árabes e africanos visitam Arquivo Público do Estado

Comitiva de embaixadores árabes e africanos visitam Arquivo Público do Estado
Fotos: ASCOM/FPC


A busca por novas oportunidades comerciais na Bahia trouxe uma comitiva formada por representantes de países árabes e africanos para participar de atividades na capital baiana. A missão diplomática, composta por cerca de 20 embaixadores de diferentes países, teve a oportunidade de conhecer o acervo documental custodiado no Arquivo Público do Estado da Bahia (APEB/Baixa de Quintas).Comitiva de embaixadores árabes e africanos visitam Arquivo Público do Estado

De acordo com a diretora do APEB, Teresa Matos, “selecionamos, do nosso acervo, exemplos de fontes documentais que registram as relações comerciais e o fluxo migratório estabelecido entre o Brasil, a Bahia e o continente africano, produzidas nos séculos XVII, XVIII e XIX. Além de fontes referentes a Insurreição dos Malês (1835)”, afirmou.

Para o Embaixador da República de Cabo Verde, Domingos Dias Mascarenhas, “a visita está constituindo a possibilidade de mostrar aos baianos que o mundo árabe e o continente africano não estão tão longe do Brasil, quanto se pensa”, garantiu Domingos. Ainda, de acordo com o embaixador, “os documentos mostram a ligação histórica entre nós (Brasil e Cabo Verde), que comprovam os fatos que remetem ao passado, mas que nos ajudam a construir um futuro em conjunto”, afirmou.
Comitiva de embaixadores árabes e africanos visitam Arquivo Público do Estado
Já o embaixador da Palestina, Ibrahim Alzeben, destacou as ligações da Bahia com os árabes e os africanos. “Nossos ancestrais vieram e ficaram nesta terra, sentimos que estamos entre familiares”, disse Ibrahim. “Não estamos aqui apenas à procura de investimentos e negócios, mas também em busca de nossas raízes árabes e africanas, que fundamos há mais de 500 anos”, acrescentou.


Arquivo Público
– Com 128 anos, o Arquivo Público do Estado da Bahia (APEB), unidade da Fundação Pedro Calmon/Secretaria de Cultura do Estado (FPC/SecultBA), é a segunda mais importante instituição arquivística pública do país. Em seu extenso e rico patrimônio estão custodiados documentos produzidos e acumulados no período colonial, monárquico e republicano brasileiro, que são diariamente consultados por pesquisadores de todo Brasil e de outros países. Um acervo organizado e estruturado desde 1890, quando o então governador do Estado da Bahia, Manoel Victorino Pereira, por meio de Ato, criou o Arquivo Público.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.