Bibliotecas

05/11/2018 17:22

Bibliotecas contam histórias para conscientizar a importância do Novembro Negro

1

Além de homenagear o líder do Quilombo dos Palmares, Zumbi dos Palmares, o Dia da Consciência Negra (20) também é utilizada para reflexão sobre as consequências do racismo e a valorização da cultura africana.

As Bibliotecas Públicas do Estado da Bahia, da Fundação Pedro Calmon/SecultBa, desenvolvem uma serie de contações de historia destacando a importância da celebração ao 20 de novembro.

“É através das histórias que se tem uma facilidade de dialogar com as crianças, ensinar o que é ser negro e a valorização da cultura negra. É fundamental desde cedo ensinar a criança a respeitar o próximo”, diz Francisco Soares, um dos responsáveis pela programação das bibliotecas.

Celebrando o novembro negro, e em festejo aos 50 anos de criação, a Biblioteca Juracy Magalhães Júnior/Itaparica (BJMJr/ITA), narra a história do autor Fábio Simôes, Olelê: uma antiga cantiga da África, na segunda-feira (5), às 8h30. Já na Biblioteca Juracy Magalhães Júnior/Rio Vermelho (BJMJr/Rio Vermelho), conta a história de Pascale Francotte, Longe do Meu País, na terça-feira (13), às 09h.

Na Biblioteca Anísio Teixeira (BAT/Pelourinho) uma das leituras será na terça-feira (13), às 14h30, com o livro do autor Rogério Andrade Barbosa, Contos Africanos: para Crianças Brasileiras. A Biblioteca Central do Estado da Bahia (BCEB/Barris) terá a contação do livro Menina bonita do laço de fita, da autora Ana Maria Machado, na segunda-feira (12), às 10h e às 15h.

O público ainda poderá conferir a contação do livro Embarcando com Bia na África, nos dias 06, 13, 20 e 27 de novembro, às 10h, do autor Ricardo Dreguer, na Biblioteca Infantil Monteiro Lobato/Nazaré (BIML/Nazaré). E na Biblioteca Pública Thales Azevedo (BPTA/ Costa azul) a história da autora Angela Shelf Medearis, Um Conto de Kwanzaa, na quinta-feira (8) às 9h.


Serviço:
O que: Contações de histórias nas Bibliotecas Públicas do Estado da Bahia
Quando: Durante todo o mês de novembro
Onde: Nas Bibliotecas Públicas da Fundação Pedro Calmon.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.