Bibliotecas

22/08/2019 16:50

Curso de informática realizado em biblioteca amplia oportunidades para assistidos

5

Esta terça-feira (20) amanheceu esperançosa na Biblioteca Anísio Teixeira (BAT/Pelourinho) com o curso Noções Básicas de Informática realizado em parceria com o Programa Conecta, da Recode.

A unidade da Fundação Pedro Calmon (FPC/SecultBa) recebeu o Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro POP), localizado em Itapuã, no qual trouxe consigo este público que carece de assistência social.

Entretanto, a vulnerabilidade não impediu que assistidos como Edvan da Anunciação participasse do curso. Aos 36 anos de idade, ele voltou a estudar após ter sido encaminhado a um albergue intermediado pelo Centro POP. Hoje, Edvan está na 2ª série do Ensino Fundamental e participa do curso de informática na BAT, a qual é a primeira biblioteca que ele frequenta em toda a sua vida.

df

"Gosto de ler, principalmente revistas em quadrinhos. Eu gosto de histórias. Meus personagens preferidos são o da Turma da Mônica porque na televisão eu gosto mais de assistir desenho, e aí quando eu leio me sinto como se estivesse dentro da história", disse ele dando risadas enquanto lembrava das aventuras de Cebolinha.

Edvan reforçou a importância da leitura ao mencionar o prazer que sente no hábito de ler, e provou isso ao se interessar pelos livros que a unidade dispõe. "Eu vou aprendendo mais e mais quando começo a ler. Através dos livros, me divirto, brinco e aprendo mais ainda. Vou voltar para ler alguns", comentou.

Pensa parecido o jovem Sérgio Vinícius (20). Ele sofreu bullying na infância, o que o motivou a fugir de casa e desde então se encontra nas ruas, mas diz não haver motivos para tirar o sorriso do rosto. "A gente não pode se botar para baixo, entendeu? Tem que encarar o dia a dia por que senão a gente não anda. Me levantar, respirar e pedir ajuda é melhor do que fazer certas coisas", desabafou ele.

yer

Esta é a primeira vez que Sérgio também visita uma biblioteca, o que, para a servidora Bárbara Gomes, é consequência da falta de oportunidade. Ela é uma das instrutoras do curso, e na semana em que é comemorado o Dia Nacional de Luta da População em Situação de Rua, realça o trabalho exercido pela biblioteca.

"Que bom que tem pessoas voltadas com o interesse em cuidar dessas pessoas e questões a favor delas. Ninguém está na rua porque quer, eles precisam de oportunidade. E isso a BAT está fazendo em parceria com o Centro POP", disse ela ao comentar a respeito das atividades que a biblioteca realiza.

A Biblioteca Anísio Teixeira (BTA), foi criada como Biblioteca Central de Educação, pelo professor Anísio Teixeira. Em 1956, houve a transferência para a Ladeira de São Bento, centro da cidade e, em 1985, recebeu o nome do seu fundador e patrono. Em 2014 a biblioteca passou a funcionar no Pelourinho oferecendo atividades para público de todas as idades. A BAT possui cerca de treze mil obras em seu acervo. A unidade é referência no atendimento aos surdos, com atividades especiais voltadas para este público. O horário de funcionamento é de segunda à sexta das 8h às 17h e aos sábados de 8h30 às 13h.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.